Curso de Software Non-functional Assessment Process (SNAP)

 

MOTIVAÇÃO

 

A Análise de Pontos de Função (APF) do IFPUG usa como referência a Visão do Usuário ainda que possa ser usada em outras perspectivas e considera como usuários principalmente:

  • As pessoas que desempenham papeis no negócio e que para cumprir com suas responsabilidades devem também trocar dados com a aplicação sendo medida; e
  • Outras aplicações com as quais troca dados.

O método de medição do tamanho funcional do IFPUG, de maneira simples e consistente, permite medir os requisitos funcionais do usuário nessa perspectiva e viabiliza uma série de benefícios reconhecidos. Contudo, carece de solução para:

  • Abordar manutenções que não incluem, alteram ou excluem requisitos funcionais ou regras de negócio nessa perspectiva;
  • Como abordar manutenções cujo objetivo é melhorar o desempenho, a usabilidade ou facilidade de manutenção no software.

O problema não se resume à manutenção. Muitas aplicações da APF tem objetivos mais próximos ao microgerenciamento e não podem contar com a lógica da compensação que viabiliza o uso da APF em níveis táticos e estratégicos e nos quais as perdas em demandas com baixa produtividade anulam os ganhos em demandas com alta produtividade em relação à produtividade alvo.

 

Então, fica a necessidade de ponderar pontualmente funcionalidades cujo trabalho associado à sua execução não esteja adequadamente refletido na complexidade como definida nas tabelas de complexidade da APF. Na comunidade do IFPUG, fatores como os relacionados a seguir são considerados "requisitos não funcionais" por não serem adequadamente representados na medição padrão que mede os "requisitos funcionais", por exemplo:

  • Validações de entrada de dados;
  • Operações lógicas e matemáticas;
  • Formatação de dados;
  • Movimentos internos de dados;
  • Entrega de valor para o usuário por meio de configuração de dados.

Dai surge o SNAP - Software Non-Functional Assessment Process (Processo de Avaliação não Funcional de Software) visando a partir da avaliação de requisitos não funcionais identificar itens de projeto afetados e, com base nas regras do APM - Assessment Practices Manual (Manual de Práticas de Avaliação) atualmente em sua versão 2.1, os medir em SNAP Points.

 

OBJETIVO

 

O objetivo deste curso é permitir ao participante ter o conhecimento sobre o modelo de avaliação de tamanho não-funcional do software proposto pelo IFPUG para, em conjunto com o tamanho funcional, alcançar maiores níveis de sucesso no planejamento e monitoramento do desempenho na produção de software e suas variáveis como de prazos, escopo e custos.

 

O objetivo do IFPUG com o SNAP (Software Non-functional Assessment Process) é que ele possa ser usado conjuntamente com o tamanho funcional e ajudar a explicar a variância no esforço de desenvolvimento e produtividade; e ser usado como entrada para modelos de estimativa. As medições utilizando o SNAP são feitas numa perspectiva não funcional, mas entendidas e acordadas entre clientes e fornecedores. Ele visa proporcionar:

  • Medição do tamanho não-funcional do software que o usuário solicita e recebe;
  • Medição do desenvolvimento e manutenção de software baseado em requisitos não-funcionais, como por exemplo a tecnologia utilizada para implementação;
  • Ser usado em conjunto com pontos de função para proporcionar uma melhor previsibilidade sobre a entrega de projetos e manutenção, apoiar na estimativa de projetos e avaliar melhor o desempenho em termos de produtividade e qualidade.

Ao contrário das iniciativas que estabelecem uma hierarquia de tipos de requisitos de qualidade (ISO/IEC 25010:2011), cujo propósito é próximo a um check-list para elaboração e verificação de requisitos, o SNAP se propõe a estar próximo da definição de Requisito Não Funcional presente na iniciativa da ISO/IEC para padronização de vocabulário (ISO/IEC 24765) e que leva a avaliação do projeto:

 

Um requisito de software que descreve não o que o software fará, mas como o software fará.

 

O QUE JÁ PUBLICAMOS SOBRE O ASSUNTO

 

 

    

Conteúdo

 

  • Visão geral do Modelo SNAP
    • Introdução e Definição do SNAP
    • Como o SNAP funciona
  • Tipos de Requisitos - Diferenciando Requisitos funcionais x requisitos não-funcionais
  • Relacionamento entre SNAP e características não-funcionais
  • O Processo de Avaliação do SNAP
    • Entradas
    • Saídas
    • Categorias e Subcategorias
  • Orientações de contagem de SNAP Points
  • Medição de SNAP Points para diferentes tipos de projetos
  • Adotando SNAP na Organização
  • Estudos de Caso e Exercícios

 

Resultados esperados

 

RESULTADOS ESPERADOS

 

Ao final do curso, o participante será capaz de:

  • Medir o tamanho não-funcional do software que o usuário solicita e recebe;
  • Medir o desenvolvimento e manutenção de software baseado em requisitos não-funcionais, como por exemplo a tecnologia utilizada para implementação;
  • Em conjunto com pontos de função proporcionar uma melhor previsibilidade sobre a entrega de projetos e manutenção, apoiar na estimativa de projetos e avaliar melhor o desempenho em termos de produtividade e qualidade.

 

PÚBLICO ALVO

 

Profissionais envolvidos na especificação, desenvolvimento, implantação, garantia da qualidade e contratação de software.

 

PRÉ-REQUISITOS 

 

Vivência em projetos de software e conhecimento sobre a análise de pontos de função ou participação nos cursos Análise de Pontos de Função: Fundamentos, Aplicações e Implantação ou Capacitação em Análise de Pontos de Função.

  

Plano de Trabalho

 

PLANO DE TRABALHO

 

O curso segue uma abordagem interativa, onde o participante não é apenas espectador dos assuntos apresentados. Ao final de cada sessão teórica são realizados exercícios. Quase metade da carga horária do curso é dedicada à realização de estudos de caso didaticamente projetados (além dos exercícios de fixação) onde o participante tem a oportunidade de aplicar a teoria aprendida em casos similares a situações reais.

 

VERSÃO

 

O curso é baseado na última versão (2.1) do Software Non-Functional Assessment Process (SNAP) Assessment Practices Manual do IFPUG.

 

CARGA HORÁRIA

  

16 horas. Este curso dá direito a um crédito de 16 PDUs do programa de certificação PMP

 

MATERIAL DIDÁTICO

  

Apostila com material de referência em português, cópia dos slides, exercícios de fixação e estudo de casos; gabarito dos exercícios e certificado de participação entregues em arquivos no formato PDF.

 

 

Pagamento

 

 


Além das facilidades oferecidas pelo Pagseguro, há também as opções de depósito bancário, DOC, TED e nota de empenho (para inscrições de servidores públicos).

 

 

CONDIÇÕES ESPECIAIS (PAGAMENTO ANTECIPADO EM TURMAS ABERTAS PROMOVIDAS EXCLUSIVAMENTE PELA FATTO) 

 

a) Desconto de 5% para inscrição de grupos de 3 ou mais participantes.

b) Bolsa com desconto de 50% sobre o valor integral da inscrição. Limite de dois bolsistas por turma, condicionada à disponibilidade de vagas na turma, e vinculada à realização de uma atividade a ser combinada (ex.: pesquisas, tradução de textos técnicos, etc).

 

c) Desconto de 10% (não cumulativo com outros descontos) para instituições conveniadas com a FATTO e seus parceiros.

 

Veja as Empresas Conveniadas com a FATTO

PROMOÇÃO EXCLUSIVA PARA EX-ALUNOS:


d) Desconto de 80% (não cumulativo com outros descontos) no valor da inscrição para os ex-alunos (de turmas abertas ou in-company) deste curso. É uma oportunidade extremamente vantajosa de reciclagem de conhecimento, pois periodicamente a FATTO promove a melhoria contínua dos seus treinamentos.

 

e) Desconto de 5% no valor da inscrição para os ex-alunos (de turmas abertas ou in-company) de qualquer outro curso da FATTO. 

Esta promoção é válida somente para as turmas abertas promovidas exclusivamente pela FATTO.

 

Pré-inscrição Gratuita

 

Faça sua pré-inscrição gratuita, e receba informação sobre promoções, datas e preços deste curso. 

 

 

  Por favor, preencha e envie o formulário abaixo.  Os campos com * são obrigatórios.

 

 

Nome Completo: *

Email: *
CPF *:
Data de Nascimento *:
Sexo: *
Empresa/Instituição: *
Cargo:
Telefone: *
Endereço: *
Cidade: *
Estado (sigla UF): *
CEP: *
País: *
Cursos: *
Local do Curso:
Dados para Pagamento

 

FATTO Consultoria e Sistemas CNPJ: 02.434.797/0001-60

Dados bancários:

- Banco do Brasil (001), agência 3480-0, cc 22946-6

- Banco Bradesco (237), agência 485-5, cc 148999-2

 

 

 

 

  

   

.

 

.