Medição & Estimativas de Software

Estimativa sem o risco associado é profecia

Não seja um profeta e conte com referências quando ainda não há detalhes para estimativas a partir do design.

Vemos desenvolvedores evitar ao máximo fornecer estimativas. Isso, porque, sentem-se como (e de fato estão) assumindo compromissos muito antes de ter a informação necessária considerando o seu escopo de atividades. Em termos práticos a administração quer transferir o risco da incerteza para eles ao definir metas baseadas naqueles compromissos. Há alternativas para essa loucura? Há.

A elaboração de propostas ou a pactuação de metas exigem um investimento mínimo no desenvolvimento das informações sobre o problema e a solução proposta. Isso promove a inviabilidade de realizar estimativas diretas do esforço para as atividades no escopo do preço global fixo. Ao tentar fazer isso, as atividades ainda desconhecidas são desconsideradas ou apenas uma fração, que já se imagina desconhecer, compõe o preço.

Em resumo, é difícil estimar de maneira direta o esforço ou o custo. A solução é identificar fatores de custo mais facilmente medidos ou avaliados em tempo de proposta e suas relações com o esforço a ser investido.

A introdução de um sistema automático, inevitavelmente, promove mudanças na organização e nos processos em que se insere. A introdução de uma ferramenta automática de estimativas reverbera positivamente e de maneira planejada em seu ambiente, aumentando sua maturidade de maneira prática e pragmática

Os modelos mais simples são aqueles com dois parâmetros: a medição ou aproximação em pontos de função, associada a critérios de similaridade como a tecnologia utilizada.

Não raro, esses modelos utilizam-se de indicadores de mercado que não se sabe a origem ou a sua compatibilidade com os processos que se deseja estimar. Deixam de considerar outros fatores relevantes sobre o processo, a plataforma, o projeto e as pessoas envolvidas nas entregas. Por fim, não consideram em seus resultados a incerteza inerente a qualquer estimativa.

Este serviço busca superar essas limitações pelo entendimento de seu processo, identificação de fatores de custo, coleta e análise de dados com o objetivo de elaborar um modelo de estimativas implementado em uma “estimadora” adequada às suas necessidades. No entanto, esse não é o produto final mais importante! Ela age como catalisador no amadurecimento de seus processos e organização.

Resultados

Menos discussão e menor tempo de resposta


Aumento na agilidade nos processos de priorização das demandas, avaliação de propostas e determinação de preços

Menos barganha e mais assertividade nas estimativas


Menor subjetividade ao estimar, promovendo a diminuição da curva de aprendizado e aumentando a uniformidade dos resultados em função da maior independência do avaliador individual.

Mais transparência; melhor governança


Visibilidade sobre os custos envolvidos no atendimento de demandas e contribui para possibilitar uma melhor governança sobre o processo de desenvolvimento de sistemas

Mudar o foco, operacional, nas estimativas para uma perspectiva tático-estratégica; posicionando as estimativas em uma perspectiva metodológica que identifique, avalie e permita elaborar respostas, que reduzem o impacto negativo dos riscos enquanto maximizam o potencial do negócio.

A estimadora é um catalisador para essa mudança e tem o objetivo de estimar esforço a partir de momentos iniciais do desenvolvimento, quando ainda não há informação detalhada dos requisitos ou arquitetura.

As métricas, modelos e constantes facilitam superar a barreira da informação disponível, que é inerentemente incerta e incompleta. Ela complementa, ou mesmo supera, a estimativa com base na avaliação das atividades visíveis e posterior totalização. Diminui o viés intrínseco à pessoa que estima; sua sensibilidade aos riscos; e nível de conhecimento técnico do trabalho a ser realizado.

A intenção é diminuir a necessidade de mobilização de equipes de delivery, cuja tendência natural é focar no micro em detrimento do macro e, com isso, limitar a sua avaliação ao que está sendo pedido de maneira explícita e desconsiderando a informação que vai se revelando ao longo do desenvolvimento.
Resumidamente, é importante instrumento de gestão do conhecimento que também promove o amadurecimento da organização e de seus processos de maneira pragmática.

Um pouco sobre como trabalhamos...

Este é um serviço de consultoria e; portanto, depende da necessidade específica do cliente. Em geral, analisamos documentos e realizamos entrevistas para entender melhor o processo, que se deseja estimar, o momento em que o desenvolvimento se encontra dentro desse processo e a disponibilidade de dados internos de desempenho.

Conforme o caso, usamos o nosso expertise no desenvolvimento de modelos de estimativa em uma “calculadora” própria ou usamos referências gerais de desempenho para atender às necessidades de nossos clientes. Contamos com os serviços de nosso Centro de Orçamento, que pode derivar medidas usadas como insumos nas estimativas conforme as informações levantadas.

Enfim, nossa consultoria em estimativas de software busca construir com você a melhor solução para sua necessidade a partir das diversas especialidades integradas pela FATTO.

Aplicações

  • Obter uma estimativa para um grande projeto para o qual não consegue uma estimativa interna.
  • Obter uma calculadora a partir de dados de seus projetos para estimar com base na informação disponível sobre os requisitos, a arquitetura e o ambiente do desenvolvimento.
  • Avaliar a proposta de um fornecedor a partir de uma estimativa independente.
  • Obter insight sobre o planejamentodo Roadmap do Produto.

Um case de benchmarking de software aplicado aos seus negócios

Até cerca de 30% de redução nas horas propostas. Veja como a FATTO ajudou uma grande corporação na modernização de suas práticas de avaliação de propostas de customização SAP, inicialmente realizadas on site e medidas em horas, e transicionada com nosso apoio para um desenvolvimento off site

Publicações

Agilidade na gestão e redução de custos: a capacidade de avaliar o esforço proposto na customização SAP

FATTO em Foco
Ano 02 | Nº 05 | Agosto 2017

Combinando benchmarking e canvas de projetos na priorização do portfólio

FATTO em Foco
Ano 02 | Nº 04 | Março 2017

Cuidados com a APF no Relacionamento entre Usuário e Desenvolvedores

IFPUG MetricViews
Volume 9 | Issue 1 | Jan/2015

Pontos de função para avaliação de software

Atribuir um valor de mercado ao software pode ser um processo complexo, evite se perder e como benchmarking pode ajudar.

IFPUG MetricViews
Volume 9 | Issue 1 | Jan/2015

Medindo a produtividade de uma equipe de software

Toda organização de software busca alcançar os níveis máximos de produtividade. Conheça as questões chave a abordar.

IFPUG MetricViews
Volume 9 | Issue 1 | Jan/2015

Contato










×