Entrevista Amerika TI – Definição e calibração do modelo de estimativa

 

ENTREVISTA DEFINICÃO E CALIBRAÇÃO DO MODELO DE ESTIMATIVA – AMERIKA TI 

 

 Entrevistado: Brian Freyle – Líder de Projetos da Amerika Tecnologias da Informação

 

 

O líder de projetos da empresa, Brian Freyle, fala sobre Amerika TI e a importância do processo na definição e calibração do modelo de estimativa realizado pela FATTO Consultoria.

 

“Realizávamos estimativas por ponto de função, no entanto, muitos casos apresentavam desvios, produtos de uma estimativa incorreta, o que levou a empresa a ter mais horas do que o estimado”

 

Amerika Tecnologia y Servicios . (http://www.amerikati.co) é uma empresa especializada na implementação de soluções tecnológicas, localizada em Barranquilla, Colômbia. Nossa experiência é atestada pela nossa presença em sete (7) países da América Latina e com a alta qualidade do nosso talento humano para a prestação de nossos serviços aos clientes. Somos uma empresa com altos padrões de qualidade, o que nos permitiu certificar nossos processos sob os padrões ISO9001: 2015 e CMMI nível 3.
Temos uma solução abrangente para empresas de serviços públicos composta por módulos: comercial, técnico/operacional, administrativo. Além disso, oferecemos serviços de:

- Infraestrutura na nuvem
- Fornecimento de hardware
- Licenciamento de produtos Oracle
- Licenciamento de produtos Microsoft
- Serviços profissionais em bancos de dados, servidores de aplicativos, sistemas de virtualização e sistemas operacionais
- Desenvolvimento de aplicativos móveis (APP's)
- Migração de aplicativo

 

1. O que motivou a busca no mercado por uma consultoria em estimativas de software?

Anteriormente na Amerika TI, realizávamos estimativa por pontos de função, porém, em muitos casos haviam desvios, em geral com esforço subestimado, causando problemas no planejamento dos trabalhos e horas adicionais necessárias para a sua conclusão.

Levando isto em conta, a Amerika TI decidiu lançar um projeto para diagnosticar o modelo atual e estabelecer um método de estimativa padronizado que permitiria analisar o desempenho e a produtividade na execução de nosso processo de desenvolvimento, bem como identificar oportunidades de melhoria. Finalmente, poderíamos ter informações que nos permitiriam comparar nossa produtividade com os dados do mercado.

 

2. Quais soluções você esperava encontrar quando se decidiu por esta iniciativa?

Queríamos ter um aliado que antes de fazer qualquer recomendação, conhecesse melhor nossa empresa, nossa estrutura organizacional, nossa operação, os tipos de projetos que realizamos e os processos que temos implementados, para que com essas informações se pudesse fazer um diagnóstico da situação atual e apresentar uma proposta de um modelo de estimativa que atendesse às nossas necessidades.

 

3. Qual o motivo para optar por contratar a FATTO para este serviço?

Encontramos na FATTO uma proposta completa que atendeu às nossas expectativas, a FATTO também possui uma equipe de trabalho adequada e com vasta experiência em diferentes modelos de estimativa.

 

4. Como era o processo de estimativa original?

Nosso processo se iniciava com a recepção da solicitação de algum de nossos clientes. Essa necessidade era analisada e sua viabilidade avaliada. Se fosse necessário, identificávamos as alterações no produto para suprir a necessidade do cliente. A partir disso, era feito uma estimativa direta por um especialista do tempo que levava para fazer as alterações para cada componente do produto, avaliando o tempo para cada fase do ciclo de desenvolvimento.

 

5. O que mudou após a consultoria?

A partir da implementação das recomendações da consultoria da FATTO, foi definido um processo de estimativa, onde é feita uma análise mais detalhada da necessidade do cliente, uma abordagem de solução é considerada e os requisitos são refinados para um nível que permita estimar a necessidade pelo método COSMIC. Essas recomendações também nos levaram a estabelecer um processo mais consistente para as estimativas diretas dos especialistas, para os casos em que as atividades relacionadas ao processo de desenvolvimento são necessárias, mas, que não estão associadas à execução de um processo funcional, por exemplo, scripts de migração de dados. Além disso, começamos a determinar um fator de produtividade diferente para novos projetos de desenvolvimento e outro para a manutenção evolutiva do produto.

 

6. Que resultados foram alcançados até agora?

Iniciamos a execução de um piloto onde as mudanças no processo de estimativa são testadas. Ao final de cada período, fazemos uma comparação, para avaliar a porcentagem de desvio entre o que foi estimado e o que foi executado.
Na análise do primeiro período, verficamos que o desvio foi o melhor do que o histórico já registrado. Foi uma melhoria importante e esperamos que no final do piloto tenhamos mais informações para ajustar o fator de calibração COSMIC de maneira mais precisa.

 

7. Quais são os próximos objetivos a serem buscados?

- Melhorar a previsibilidade das estimativas.
- Obter informações que permitam fazer uma comparação de produtividade com a indústria.
- Documentar uma linha de base de processos funcionais de cada componente do produto.

.

 

.